Filantropia   da Inclusão Social nas  Filhas de Jó

Para a primeira gestão do Grande Bethel do Estado de São Paulo, foi decidido que a proposta filantrópica teria como tema principal o público com deficiência visual e motora. Dessa forma, alguns desafios do Jogo do Grande Bethel também tiveram esse foco.

 

É importante ressaltar que, mais do que avançar no jogo, as atividades foram pensadas com o propósito de gerar experiências de empatia e solidariedade com relação às pessoas com deficiência.

Nesse sentido, a primeira tarefa envolveu a elaboração de estratégias por parte dos membros dos Bethéis, para que uma Filha de Jó com deficiência visual ou motora pudesse participar ativamente de todos os trabalhos ritualísticos de uma reunião regular. Posteriormente, deveriam colocar o plano em prática e conversar sobre o trabalho desenvolvido.

A segunda tarefa solicitava que os membros dos Bethéis visitassem alguma instituição de suas cidades que contemplasse a deficiência abordada no desafio anterior - o que possibilitaria um espaço de grande aprendizado para as Filhas de Jó. A conclusão da filantropia da gestão estaria pautada na doação de itens que alguma dessas instituições que atendam deficientes estariam necessitando.

Contudo, devido à pandemia do Coronavírus e, em decorrência disso, a suspensão temporária dos trabalhos das Filhas de Jó Internacional pelo Supremo Conselho Guardião, as filantropias dessa gestão não puderam ser concluídas e serão retomadas em breve. Enquanto isso, encorajamos aos Bethéis que se reúnam virtualmente para refletir sobre o propósito desse tema, procurando possíveis falhas na inclusão no nosso cotidiano e formular sugestões de como solucionar o problema!

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle